A prática leva a perfeição

Foto: Popoh

Texto original: http://www.derbylife.com/2013/08/practice/

Tradução: Flávia Avancini Galvêas

 

Você vai para o treino. Você vai para o treino e cambaleia pra dentro da pista. Você cambaleia na pista usando patins que são um número maior do que o correto para você, um fato que não saberá até daqui a dois anos quando tiver que comprar patins novos. Você vai para o treino. Você vai para o treino mesmo não sabendo fazer t-stops, mesmo só conseguindo fazer 23 voltas em 5 minutos. Você vai para o treino mesmo que não tenha amigas lá. Você compra meias na altura do joelho e vai ao treino.

Você vai para o treino em uma pista que era usada para patinação no gelo com um piso deformado em um prédio de um parque público detonado. Você vai para o treino em uma loja abandonada dentro de um shopping center. Você vai ao treino em uma pista de patinação com goteiras no teto, com banheiros entupidos, com bebedouros com água toxica e uma máquina de algodão doce que produz um cheiro de embrulhar o estômago nos finais de semana. Você vai para o treino e faz pacelines, exercícios de pack e exercícios de contato. Você vai para o treino e treina sua resistência e sua comunicação, tenta aprimorar suas habilidades básicas. Você vai para o treino e se pergunta se está passando mal ou se você só está mesmo fora de forma. Mesmo assim, você vai para o treino e faz suas 27 voltas em 5 minutos.

Você vai para o treino e cai de bunda no scrimmage. Você vai para o treino e cai, raspando a pele da sua coxa que se arrasta pelo chão. Você vai para o treino e raspa a pele no mesmo lugar da outra perna. Você vai para o treino porque por alguma razão você acha que você deveria ir para o treino, mesmo que você seja tosca e tenha medo de ter que fazer uma jam. Você não tem certeza nem se você realmente gosta dessa coisa de roller derby. Você vai para o treino e se imagina saindo do treino em uma maca. Você se pergunta quem da sua liga sabe dirigir um carro manual para levar seu carro até a sua casa.

Você vai para o treino em uma pista de hockey perto de uma rodovia extremamente movimentada com um piso maravilhoso e ar-condicionado. Você sabe que seus patins ainda são ruins, mas você vai continuar a praticar. Mais coisas começam a fazer sentido. Você vai para o treino e vê alguém quebrar um tornozelo, o primeiro de muitos tornozelos quebrados que você vai ver ao longo dos próximos anos. A ambulância vai embora e você continua a treinar.

Um dia você vai para o treino e sofre uma concussão. Você perde alguns treinos, o que te ajuda a perceber que você provavelmente gosta mais dos treinos do que você imaginava. E que os treinos podem ser considerados meio que essenciais na sua vida hoje em dia. Você vai para o treino e começa a se sentir um pouco mais confortável quando alguém te dá a touquinha de jammer. Pelo menos a touquinha não te enche de medo e até que é divertido de vez em quando!

Você finalmente compra novos patins e eles doem tanto que você quer chorar durante o treino. Você tem tantas dores que você tem que parar de patinar e curvar o pé até o mesmo ficar curvado como uma garra. Talvez você chore. Você se pergunta se algum dia você vai ser mais ou menos boa no derby. Você vai ao treino. Você participa do bout. Você vai ao treino. Você vai às reuniões. Você vai para o treino.

Durante o seu terceiro ano, sua liga te dá um prêmio na festa do final da temporada, o que te choca e também te emociona. Você coloca o seu prêmio em uma moldura e vai para o treino. Os dias nos quais você pensou em sair do treino em uma maca se tornaram cada vez menos frequentes.

Você vai para o treino, pois suas amigas estarão lá. Você vai, pois você nunca sabe se algo vai acontecer naquela hora. Você pode fazer algo legal. Você vai porque talvez vocês tomem umas cervejas depois. Você vai, pois o treino faz a semana no trabalho passar mais rápido. Você vai para o treino para se preparar para uma partida. Você vai depois de uma partida também, para melhorar as suas deficiências que fizeram você perder ou talvez tentar aprimorar as habilidades que te ajudaram a vencer, para se aperfeiçoar antes que tais habilidades desapareçam. Você está extremamente cansada, mas você vai para o treino.

Quando seu namorado termina com você, você vai para o treino. Você vai para o treino mesmo que você comece a chorar durante o mesmo. E aí você vai para o treino, pois o treino é o único lugar onde você não vai chorar. Parece possível que você consiga suar todas as coisas ruins dentro de você. Você patina como se o mundo estivesse acabando.

Você vai para o treino mesmo quando você não quer ir treinar. O Derby tomou conta da sua vida e você se pergunta se vai existir um dia quando você não terá que ir para o treino. E às vezes você não vai. Às vezes você quer acabar com aquele sentimento de estar sempre naquela rotina de treinos, treinos e mais treinos. Aí você diz para si mesma: Dane-se. Você trabalha até tarde, você vai para o bar, você fica de calcinha em casa, lendo revistas e assistindo seriados de drama no seu laptop. E vai para o treino.

Você vai para o treino porque não tem ninguém esperando por você em casa. Ou talvez você vai para o treino porque alguém está esperando por você em casa. Você vai para o treino porque que diabos você fazia com todo o seu tempo livre antes de começar a ir aos treinos? Você vai para os treinos porque você está afim de bater em alguém. Você vai para o treino porque está afim de tomar umas porradas. Ninguém te pediu para fazer nada, então você vai para o treino. Alguém te pediu para fazer algo que você estava mais afim de fazer, mas mesmo assim você vai para o treino. Você vai para o treino porque você está doida para treinar. Você vai para o treino, pois você nunca será mais jovem do que agora. Porque seu corpo ainda não está quebrado ou porque não está mais quebrado. Você vai, pois é difícil imaginar como era a vida antes de você começar a ir aos treinos. Você vai aos treinos, pois você gosta de se sentir como se estivesse voando. Mil vezes!

Você vai para o treino, você vai para o treino. Porque é isso que você faz.

Anúncios

Um Comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s